A jornada de um peregrino

Buscava, um peregrino, o mor sentido

da vida. Enriqueceu-se, assim, mas isso

não lhe satisfizera. Farto disso,

lamentou-se; sentiu-se um fementido.


Ambicionou, então, os lauréis, títulos...

o'ue suprisse o vazio de sua alma.

Entanto, descobriu que nem de agalma

seu esp'rito aquietaria, pois de vínculos


lhe bastavam aqueles que a Existência

lhe impusera. Afogou-se, finalmente,

na treva da maré, onisciente,


depre'ndendo, por causa de s'a última

tragada d'ar, que aquilo que caçava

o habitava, no imo de s'a cava.


L.L.D.

Créditos pela imagem: https://unsplash.com/photos/CB8tGaFoW38

© 2016-2023 Lucas de Lazari Dranski. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Webnode Cookies
Crie seu site grátis! Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também! Comece agora